quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Sobre popularidade;

Popularidade, uma coisa tão fútil entanto tão desejada.
Afinal pra que serve a popularidade? Será um modo de aumentar o seu ego? Um modo de se aparecer, de se mostrar melhor que os outros?
Conhecer bastante gente, não é a mesma coisa que ter amigos.
Pare e pense: De todas as pessoas que você conhece, conversa e convive diariamente, quantas delas realmente te conhecem ou sabem como você se sente? Em quais você pode confiar?
Uma, duas, três. Nenhuma? Aham, realmente muito pouco.
To cansada de ver gente "morrendo" para se aparecer, to cansada de gente que finge ser seu amigo apenas por puro interesse, cansada de pessoas vazias que falam demais, mas que não dizem absolutamente nada.


m.

terça-feira, 29 de setembro de 2009

As mentiras secam as máscaras caem, e você se vê perdido em ilusões novamente. Todos os seus medos se despertam e você descobre que está sozinho. E a garota que te amava, que te prometeu o mundo? Onde está ela? Talvez ela só tenha cansado de tudo, talvez ela tenha se tornado uma pessoa igual a você. As suas mentiras fizeram ela se tornar uma garota fria, a congelaram por dentro e a iludiram dizendo que isso iria conservá-la...


m.

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

E o que fazer quando o nó na garganta não quer se soltar?
O que resta são apenas lembranças, lembranças que não querem desaparecer.
Já tentei de tudo pra conseguir esquecer isso, tentar seguir, te deixar pra lá, mas eu sempre faço tudo errado.
Ainda sinto o seu gosto, como a ultima gota de veneno percorrendo meu interior, e que eu sei que em poucos segundos vai acabar me matando.
E eu fico aqui tentando preencher esse vazio que você deixou, tentando encontrar o que de mim você levou.
As lembranças estão aqui sempre, dizendo que não, você não foi embora.
Queria poder acreditar que isso é verdade, queria poder crer que ainda te tenho aqui.
Porque você não volta? :/


m.

domingo, 27 de setembro de 2009

27 de setembro de 2009, domingo.
Uma linda manhã de primavera, apesar de não gostar muito de dias quentes, passei um bom tempo da minha manhã admirando a paisagem daqui do 6° andar, da janela do meu quarto.
Uma coisa me chamou a atenção, as árvores. É comum nessa época do ano elas ficarem cheias daquelas florzinhas amarelas, aquelas que todo mundo odeia por serem um tanto pegajosas, e grudarem nas solas dos sapatos.
Acho que essa é a época em que a cidade fica mais bonita, parece que tudo renasce novamente.
Você já deve ter parado pra pensar que as folhas das árvores só caem no outono, para poderem renascer lindas na primavera junto com as florzinhas amarelas. É um ciclo.
E assim é a nossa vida, quantas vezes nos queixamos por algo ter acabado e nos perguntamos porque aquilo aconteceu, mas não vemos que o que realmente importa é que foi bom enquanto durou, e se acabou foi porque era para acabar e assim podermos viver outra etapa de nossas vidas.
Um pouco de desilusão ás vezes é preciso para saber onde está e onde se quer chegar.


m.