terça-feira, 20 de abril de 2010

Eu tinha apenas 12 anos...

Sozinha perdida em memórias.

Tudo o que eu consigo lembrar é de como eu costumava ser e agir em algumas situações.

As musicas me fazem lembrar momentos que não voltam mais. E como eu sinto falta desses momentos, eu era feliz e não sabia.

Mudei muito de três anos pra cá, muito mesmo.

Aliás, tudo mudou, parece até que o jeito do mundo girar mudou. A cidade não é mais a mesma, as pessoas não são mais as mesmas. Até o ar que eu respiro parece ter mudado.

Sinto falta da pessoa que eu era, a menininha de 12 anos que ouvia escape the fate em volume ensurdecedor todos os dias após a aula.

Eu escrevia minhas próprias musicas falando das desilusões que sofria, usava maquiagem escura, pulseiras de bolinha, lacinhos no cabelo e tinha uma franja de lado.

O tempo se passou, as coisas mudaram, mas as lembranças continuam aqui me trazendo o que de certa forma ainda não estou pronta para deixar pra trás.

Sim, as coisas mudaram... Eu mudei sem perceber. Mas de algum jeito ainda sou aquela menina de 2007, eu sou aquelas musicas que escrevia, sou as desilusões que sofri, sou os amigos que tive... Sou tudo o que eu já fui e o que ainda irei ser.


m.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

É fácil dizer palavras bonitas, é fácil dizer textos decorados. Até mesmo escrever um texto, é muito simples.

Difícil mesmo é sentir com a mesma intensidade com que se diz.

É fácil fazer juras de amor, difícil é cumpri-las depois.

É muito fácil sentir paixão por alguém, por um momento, por um dia, por uma noite.

Mas será que fazer com que essa paixão se transforme em amor é tão simples assim?

Não tanto quanto parece.

Porque costumamos confundir tanto amor e paixão?

A paixão é uma ilusão que serve de analgésico para a alma.

É a ilusão de um amor, porém esta passa, o amor permanece.

Amor, isso sim é bom, o amor é sempre verdadeiro.

Já a paixão, não passa de uma mera ilusão.


m.

sábado, 10 de abril de 2010

Fins são tristes.
É triste o adeus, fica o vazio depois da despedida, fica a solidão e o medo.
Não vai adiantar olhar pros lados, não vai adiantar querer que volte a ser como era antes.
Eu, pra dizer a verdade não espero que volte a ser como antes.
Fins não são agradáveis, mas a gente se acostuma, pode demorar o tempo que for mas um dia passa.
Não há nada que dure para sempre, e as promessas? Elas se fazem meramente desnecessárias.

m.
Garoto Bom e Mal , Sempre em 'baixo' e sem alto astral , idéias não brotam se criam em sua mente pena que nunca ninguem me intende , pensamentos e soluções que mudariam a nação mas de que adianta se ninguem presta a atenção , Escrevo , Penso , canto e grito e os desligados acham que pago mico , Tento mostrar que o mundo não é Felicidade pois ao seu lado sempre existe a maldade , Eu posso ser o bom ou o mal , não me importo pra mim não faz mal escolha seu lado , não fique em cima do muro se não será executado pelo exercito de cada lado , mas nunca deixe de mostrar suas idéias não fique calado!

Renato Capellari.