sexta-feira, 18 de junho de 2010

Quem espera sempre alcança?


Reflexões sobre a vida me assombram constantemente, aliás, sombra é um termo muito oportuno no momento. Hoje, me descreveria como uma criança ingênua, que fica tentando pisar na ponta da própria sombra coisa que hoje, eu sei que é impossível, pois bem, baseando-me nisso começo a pensar, por que nós insistimos em fazer coisas que são impossíveis? Por que persistimos tanto em coisas tão falhas que após um tempo se tornam tolas e bobas? Bom, acho que se eu tivesse a resposta pra essas duas perguntas que aparentam ser tão simples eu não viveria tão confusa com toda essa loucura que denominamos vida.

Essa duvida que me persegue incessantemente pelo trajeto em que percorro parece não ter um fim, e muito menos um propósito. Afinal de contas que proveito poderei tirar de uma da qual eu não encontro a resposta? O velho ditado de quem espera sempre alcança? Ou talvez quem sabe que o tempo me dirá as respostas? Creio que não, e mesmo que fosse assim, eu não quero e muito menos tenho tempo pra esperar. Eu vivo agora, eu sonho agora, eu quero agora. O único problema é que eu não consigo, e por isso persisto nesse mesmo erro, na constante busca por respostas que parecem simplesmente quererem desaparecer.


Emilli Cominato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário