sexta-feira, 22 de outubro de 2010

This is all I need


Nós dois somos os arquitetos do nosso destino, nós dois fizemos isso tudo acontecer, somos os únicos responsáveis pelo caminho que ainda temos pela frente.Muita coisa já aconteceu, muita coisa ainda vai acontecer. E eu agradeço por saber que não estou sozinha nesse caminho, eu tenho você ao meu lado. Mesmo que não te tenha presente sempre, há um laço que nos une nesse caminho sem fim chamado vida. E não é o tipo de laço que pode ser rebentado. Não é do tipo de laço que pode ser desfeito ou cortado. E embora tenha sido amarrado com força, ele não sufoca. Pelo contrário, nem vejo que ele existe, simplesmente está lá me unindo a você.E quem é você que consegue ser tão igual a mim e tão diferente ao mesmo tempo?Eu adoro o modo como você implica comigo e com as minhas manias, quando fica me mimando e dizendo que sou sua. E principalmente o modo como faz tudo parecer perfeito sempre.Chuva, frio, chá e você. É tudo o que eu preciso agora.

m.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

I just realised I like you


Eu e você. Tão diferentes e tão iguais ao mesmo tempo.
Eu com minhas opiniões formadas sobre tudo, você sempre tão revoltado e discordando de tudo que eu digo.
São caminhos tão opostos, seguimos rumos diferentes, tão perto e ás vezes tão longe.
Por vezes nossos caminhos estranhamente se cruzam, e levam sempre ao mesmo lugar, um certo ponto sem sinalização alguma, cheio de nevoeiro onde eu não posso ver mais nada.
Por medo, nós resolvemos sempre parar e voltar para onde nossos caminhos são se cruzavam.
E então dentro de mim continua o mesmo medo de ver o que há por trás das nuvens, e também a vontade de conhecer o que há ali, a minha curiosidade me move, mas só ela não é capaz de me fazer ver. Preciso de algo que só existe em ti, é algo diferente, é algo que nunca vi em outro alguém.
Eu não sei se o que eu vou ver vai ser um abismo, um campo florido ou apenas mais uma estrada sem fim. E nem me importo também, pois a partir de agora meu caminho anda junto do teu.
E só isso importa.

m.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Lately, did you ever feel the pain?


Eu não posso explicar o quão doloroso é esperar por algo que nunca chega.
Eu não sei o que é, mas sei que preciso encontrar.
Então me dá vontade de sair por ai, dobrar esquinas, descobrir o que há por trás dessa grande nuvem chamada vazio.
Sinto vontade de ir pra um lugar qualquer, longe de tudo.
Pode ser um campo cheio de flores amarelas, onde faça um calor quase frio.
Queria me desligar um pouco dessa incessante busca pelo o que eu não sei o que é. Queria me desligar um pouco desse enorme vazio.

Maybe I just want to fly.

m.


terça-feira, 5 de outubro de 2010

E desde quando você acha que sabe melhor de mim do que eu?


Não aguento mais essas pessoas que na falta do que fazerem, tentam me entender, e ainda tem a ousadia de achar que conseguem.
E então começam a me dar conselhos, a achar que entendem de alguma coisa e começam a dizer como eu deveria ser e agir.
Questionam os meus gostos, o meu modo de se vestir, o meu cabelo... E dizem que tudo isso deve mudar, dizem que eu deveria ser como as outras garotas, que eu deveria ser menos fria.
Será que eu sou fria só porque não saio por ai dizendo "te amo" pra Deus e o mundo? Caralho, te amo não é bom dia, porque ninguém entende isso?
Dizem também que eu deveria rir mais. Se eu não sinto vontade de rir, porque é que eu deveria fingir? Quando alguém ri demais, acredito que há algo de errado.
São nessas situações que eu posso ver claramente o quanto algumas pessoas são vazias. E sabe o que eu sinto? Pena.

m.