quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Where are you now, when I need you...


Enquanto a madrugada avança, eu avanço nos meus pensamentos que ficam cada vez mais confusos desde que surgiu essa "distância" entre nós.
E então eu penso em te dizer tudo o que eu quero, mas sei que para ti não irão surtir o efeito que eu tanto espero, e tampouco tais palavras serão capazes de mudar essa situação, ou então apagar os quilômetros de distância.
É que ás vezes parece que quanto mais tento me aproximar de ti, mais me afasto. Eu tenho ido a tantos lugares, feito tantas coisas para me distrair, mas nada tira isso do meu pensamento.
"Não se importe tanto, m.", repito isso para mim mesma constantemente, mas de nada adianta, porque eu realmente me importo. E vou me importar pra sempre, esse é o problema.

Existem milhões de vontades dentro de mim, centenas de ideias bagunçadas na cabeça, dezenas de arrependimentos, mas no momento só um amor.
Estou em uma confusão de vontades, ideias, arrependimentos e amor.
E eu sei bem o motivo dessa confusão. É você.


Ás vezes isso chega a me desligar do mundo.


m.

Nenhum comentário:

Postar um comentário