sexta-feira, 4 de março de 2011

Maybe I'm just scared.


Para chegar até aqui eu já abandonei muitas coisas, e com isso acabei ganhando outras. Só não sei até agora se o que eu fiz foi uma boa escolha. Eu atravessei o meu medo disso que sinto por ti, não completamente. Mas aos poucos vou deixando isso de lado, aos poucos vou apenas seguindo, ainda que com inúmeros tropeços.
Um dia me disseram que existem dois tipos de medo, o medo que paralisa e te impede de fazer algo, e também o medo que te impulsiona e te encoraja.
Não sei definir bem qual deles é o meu, talvez uma mistura dos dois.
Essa situação é difícil para mim, e eu sei que é difícil pra ti também. É difícil pra você deixar seu medo de lado, segurar minha mão e andar ao meu lado nesse caminho escuro. É ruim a sensação de sentir algo que não estava acostumado a sentir...
Eu juro um dia te tirar esse medo, só preciso antes perder o meu, ou então fazer desse medo uma mola que me impulsiona a fazer o que eu realmente quero.

Com medo ou sem medo. Errando ou acertando. Só sei que por enquanto eu te preciso e talvez esse "por enquanto" esteja mais pra um "sempre".


m.

2 comentários:

  1. Guriiia, você escreve muuito bem!
    Noossa, é capaz de expressar perfeitamente os sentimentos através das palaavras.

    Parabéns

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigada, fico feliz em saber que alguém lê meus textos e gosta deles.
    (:

    ResponderExcluir