sexta-feira, 18 de março de 2011

Recíproca.


Nunca digo que a porta está aberta, até porque, ela está sempre fechada. Mas acontece que, você tem um molho de chaves em suas mãos e vai precisar de algumas delas para abrir a tal porta. Mas tome cuidado, pois caso use a chave errada, ela pode se enroscar na fechadura e você pode nunca mais conseguir tirá-la de lá. Ou pode até mesmo quebrar a chave e a fechadura.
Peço que tente com todas as chaves, devagar, com cautela, e daquele jeito que você sabe bem como fazer.

Mas não deixe passar muito tempo, pois outro alguém pode lhe tomar o tal molho de chaves, e a porta pode um dia não estar mais ali ao seu dispor.
Só nunca espere que a porta um dia se abra sozinha. Ou então que ela diga "pode entrar". Isso nunca vai acontecer, não porque a porta quer assim, mas porque tem que ser assim.
Precisa-se da chave, precisa-se de algo além do esforço da porta.

Quando você finalmente destrancar todas as fechaduras, não espere encontrar tudo o que queria ver, por que talvez na sua imaginação, a magia por detrás de todas aquelas fechaduras seja muito grande. E na verdade a magia é muito grande sim. Porém pode não te agradar em alguns aspectos.

Seja forte, pois sabemos que assim como a porta depende da chave e a chave depende da porta, eu dependo de você e você depende de mim. E prepare-se para muitas surpresas.

m.

Nenhum comentário:

Postar um comentário