domingo, 6 de novembro de 2011

The game is you.


Pessoas almejam algo, correm atrás, conseguem e depois descartam. É o ciclo, é a vida. O que é fácil, é passageiro, até mesmo o que é difícil, quando conseguido se torna inútil. Bom mesmo é o impossível, é isso o que todos querem. Maldita mania humana de querer o que não se pode obter, maldita mania de querer mais do que se tem. Sempre mais e mais.
E de que vale toda a luta se no final você vai jogar fora? De que vale tanto esforço para nada? As pessoas não fazem sentido, é por isso que estou tão perdida.
Quero me desligar de tudo, sumir pra qualquer lugar e observar tudo passando lentamente e dolorosamente. Seria legal fazer o papel de telespectadora da minha própria vida, provavelmente os erros seriam mais visíveis. Quem comete os erros nunca os vê, é preciso estar por fora para percebê-los.
Porém, eu sou a protagonista dessa grande peça teatral, o palco já está montado, logo as cortinas se abrirão e precisarei começar a atuar.

É chegado o momento em que você vai ser embaralhado e descartado do baralho.


m.

2 comentários: