sexta-feira, 8 de junho de 2012

  A verdade é que eu odeio ser assim, tão, tão, tão problemática! Problemática? Esse seria o adjetivo correto? Eu vivo inventando coisas que não existem, eu complico as coisas mais do que são complicadas. Ou talvez não, talvez sejam realmente complicadas. Ou quem sabe seja eu quem as complica de tal forma.
Sou eu quem procura tudo isso, que entra em labirintos cada vez mais profundos. Como se não me bastassem todos os problemas já existentes continuo sempre a procurar mais, e o pior é que eu sempre encontro.

m.

Nenhum comentário:

Postar um comentário