sábado, 15 de setembro de 2012

A hell of a lot you can do.

Primavera se aproxima, tão quente, tão seca, tão triste. Muda a estação, mas no fundo nada muda, nada transforma, nada renasce. Não dá pra renascer o que na verdade nunca morreu.
Só vejo uma mudança: As árvores cheias das florzinhas amarelas. E um tapete amarelo nas ruas da cidade verde. Gosto delas, apesar de ser um tanto quanto irritante quando grudam na sola do meu sapato. No entanto, acho tão bom ter algo que se prende a mim já que ultimamente todos parecem ter desaparecido...


Qual a graça da chegada da primavera se não houve inverno? Inferno.



Nenhum comentário:

Postar um comentário