quarta-feira, 17 de outubro de 2012

A bagunça do meu quarto reflete claramente o estado de desordem no qual se encontra a minha vida. E eu estou incomensuravelmente tentado colocar tudo isso em ordem, juntar os pedaços e colar o que foi quebrado. Jogar fora o que não serve mais para o uso, desocupando assim, algumas partes do meu guarda-roupas para dar lugar às coisas novas que depois de um tempo, vou enjoar e desfazer-me delas também.


Poderia eu desfazer-me de mim mesma?

Nenhum comentário:

Postar um comentário