terça-feira, 23 de outubro de 2012

Deslocação.

Mudo a decoração do quarto, mudo o caminho, mudo de casa, de cidade, de estado e até mesmo de país. Mudo de nome, de cor de cabelo, de roupa. Começo a frequentar outros lugares. Mudo de amigos, de assuntos, de gostos. E de repente odeio o que eu amava, faço o que antes desaprovava, reavivo o que não mais possuía vida. Mudo tudo de lugar, remexo, arrumo, bagunço. Só para poder arrumar de novo.
Só não deixe que eu mude de ti, por favor.

m.

Nenhum comentário:

Postar um comentário