domingo, 9 de dezembro de 2012

Vanguarda.

Sou um quadro surrealista pintado na época errada
Ao menos deveria eu, ser uma obra tropicalista
Mas sou a angústia pintada em expressionismo
Imitando a velocidade futurista
Acabo sendo apenas um poema dadaísta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário