segunda-feira, 24 de junho de 2013

Solstício tardio de inverno.

Prendo a respiração até quase me asfixiar
Ouço a chuva, sinto o cheiro de mofo
Vasculho o estojo
Encontro o lápis e em impulso
Expulso tudo na folha branca
Expiro.
Ainda chove, ainda cheira a mofo
Porém em paz agora
Respiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário