segunda-feira, 10 de abril de 2017

Disappearer

Eu tenho me deprimido com as mesmas músicas tristes de sempre. E acendido os meus incensos na esperança de me sentir melhor. Eu não como esperando sentir alguma coisa qualquer que seja.
Eu tenho rezado para a minha deusa dia após dia enquanto apenas espero não ser engolida pela minha intensidade.
Eu sou intensa, você dizia. Como o café forte e sem adoçar que você fazia para nós nas incontáveis manhãs que vivemos durante os nossos anos.
Eu não sinto mais nada e sinto muito.